(54)2103.3333

Julho Amarelo: Mês de conscientização sobre as hepatites virais

Existem cinco tipos mais comuns de hepatite, denominados de A, B, C, D e E. Cada uma delas possui meios de transmissão diferentes, porém agem de forma silenciosa no organismo e causam danos ao fígado.

 

Conheça as formas de transmissão das hepatites virais: 

– Hepatite A: é uma das infecções mais frequentes, possui manifestação leve e está diretamente relacionada às condições de saneamento básico e de higiene. É responsável por casos de hepatite aguda, não evoluindo para cirrose.

– Hepatite B: é o segundo tipo com maior incidência. A contaminação ocorre por via sexual, contato sanguíneo e pela chamada transmissão vertical (de mãe para filho durante a gestação ou no período peri-parto).

– Hepatite C: o contato com sangue contaminado é a principal forma de transmissão. Relação sexual e transmissão vertical ocorrem em um pequeno número de casos

Os vírus da hepatite B e C, junto com o álcool e a esteatose metabólica, são as principais causas de cirrose, câncer de fígado e transplante hepático no mundo.

– Hepatite D: Se manifesta apenas em pacientes infectados pelo vírus da hepatite B. No Brasil, a hepatite D (Delta) apresenta taxas de prevalência elevadas na Bacia Amazônica. A vacinação contra a hepatite B é a principal forma de prevenção. 

– Hepatite E: Descoberta em 1980, a hepatite E é uma doença de difícil diagnóstico, com poucas opções de tratamento e sem vacina. Antigamente, se acreditava que estivesse restrita a países em desenvolvimento, especialmente da África e Ásia, mas recentemente se tornou endêmica na Europa. Foram identificados 8 genótipos da hepatite E. Os genótipos 1 e 2 são transmitidos da mesma forma da hepatite A (água, alimentos e utensílios contaminados). Já os genótipos 3 a 8 são transmitidos dos animais para os seres humanos, especialmente por meio de alimentos de origem animal não cozidos de forma adequada.

 

É possível prevenir?

Existem vacinas disponíveis para a prevenção das hepatites A e B. Procure uma Unidade de Saúde e informe-se sobre as etapas de imunização. 

 

Como buscar tratamento?

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para todos os tipos de hepatite. Conscientizar sobre a prevenção e tratamento das hepatites é fundamental para conter o avanço destas doenças. A recomendação do Ministério da Saúde é de que todas as pessoas com mais de 45 anos façam o teste, que está disponível gratuitamente na rede pública. 

 

Colaboração: Dra. Raquel Scherer de Fraga, médica hepatologista, PhD em Hepatologia pela USP, membro do corpo clínico do Hospital de Clínicas (HC) de Passo Fundo.  

 


Últimas notícias

Hospital de Clínicas de Passo Fundo - Rua Tiradentes, 295
CEP 99010-260 - Passo Fundo/RS
Tel. (54) 2103.3333
Ver no mapa

Design - Comunicação Social HCPF // Desenvolvimento da aplicação - Metasig

Desenvolvimento Metasig

   Consultas    Exames