(54)2103.3333

‘Eu me comprometo a lavar as minhas mãos’: Campanha no HC mobiliza colaboradores

Uma das principais ações para a segurança do paciente no ambiente hospitalar foi tema de uma campanha realizada no Hospital de Clínicas (HC) de Passo Fundo na segunda-feira (13). A importância da higienização das mãos foi abordada em uma palestra ministrada pelo enfermeiro Emanuel Severo aos colaboradores da área assistencial e administrativa.

 

O enfermeiro Emanuel é o idealizador da campanha “Eu me comprometo a lavar as minhas mãos”, que iniciou no Paraná.  De forma lúdica e incluindo diversos personagens o enfermeiro sensibiliza o público sobre os impactos da higienização das mãos na rotina pessoal e de trabalho. “Esta campanha surgiu no dia 5 de maio de 2012, que é o Dia Mundial da Higienização das Mãos, o mundo inteiro comemora esta ação e a gente precisava organizar uma palestra. Então, para esta palestra surgiu o ‘Tiozinho do Ônibus’, que é o personagem carro chefe da campanha. A partir deste dia 5 de maio com o ‘Tiozinho do Ônibus’ a campanha foi ganhando repercussão nas redes sociais, as pessoas começaram a chamar e hoje estamos com 864 palestras ministradas.” explica Emanuel.

 

A adesão de todos os profissionais que atuam na área da saúde, em todos os níveis de atenção, ao hábito de higienização das mãos é fundamental para a prevenção e controle de infecções, incluindo aquelas decorrentes da transmissão cruzada de microrganismos. “A gente divide entre a autoproteção que a lavagem das mãos vai garantir e a proteção do outro, já que se a gente estiver falando dentro do ambiente hospitalar, as infecções cruzadas hoje são desafios a se tratar e se controlar. A higienização das mãos representa a prevenção de 85% das doenças infecciosas, a estratégia mais simples, mais barata e mais eficaz para prevenir doenças dentro destas duas linhas: doenças que eu posso estar levando pra minha boca, pro meu nariz, pro meu olho e me contaminando e doenças que eu posso estar carregando de um paciente para outro através das mãos.” esclarece o enfermeiro Emanuel Severo.

 

A participação ativa dos pacientes e acompanhantes também é fundamental para a prevenção destas infecções. “Hoje existe uma campanha, e várias instituições estão fazendo isso no Brasil, chamada ‘Pergunte-me se higienizei as mãos’ que consiste em o paciente e o acompanhante cobrar a equipe de enfermagem, a equipe médica, equipe de fisioterapia, a equipe assistencial como um todo pra que essa ação tão simples seja executada e aí inclui-se também a participação do paciente e do acompanhante na autoproteção, uma vez que o paciente e o acompanhante também são suscetíveis a desenvolver infecções autoprovocadas, então através da higienização das mãos eles também estão se protegendo.” salienta.

 

Natieli Batistela| Assessoria de Imprensa HC


Últimas notícias

Hospital de Clínicas de Passo Fundo - Rua Tiradentes, 295
CEP 99010-260 - Passo Fundo/RS
Tel. (54) 2103.3333
Ver no mapa

Design - Comunicação Social HCPF // Desenvolvimento da aplicação - Metasig

Desenvolvimento Metasig

   Consultas    Exames