(54)2103.3333

Outubro Rosa: Câncer de mama é o tumor que mais mata mulheres por câncer

Em Passo Fundo, a Campanha Rosas da Vida conscientiza sobre a prevenção deste tipo de câncer

 

A cor rosa identifica o mês de outubro anualmente destacando a prevenção do câncer de mama, doença que quando detectada em fases iniciais aumenta os índices de cura e pode reduzir a necessidade de tratamentos mais agressivos no combate à doença. “Globalmente, o câncer de mama é a principal causa de morte por câncer nas mulheres em todo o mundo e o câncer feminino mais comumente diagnosticado.” alerta a coordenadora médica do Centro de Oncologia do Hospital de Clínicas, Dra. Julia Pastorello.

 

 A conscientização sobre a prevenção da doença é realizada na campanha Outubro Rosa através de ações de instituições, profissionais de saúde e também pela mobilização da comunidade. Em Passo Fundo, o Hospital de Clínicas (HC) e o Bella Cittá Shopping promovem a campanha Rosas da Vida, que retrata a história de mulheres que enfrentam a doença.  

 

Durante todo o mês de outubro, estarão expostos nos corredores do Bella Cittá Shopping os depoimentos reais de mulheres que estão em tratamento contra o câncer de mama. Em algumas das peças os rostos são substituídos por espelhos, chamando a atenção para o mote da campanha: E se fosse com você?

 

A comunidade também poderá participar da campanha Rosas da Vida doando lenços às pacientes do Centro de Oncologia do Hospital de Clínicas, no posto de coleta para doações localizado no primeiro andar do Bella Cittá Shopping, a partir do dia 1º de outubro.

 

Nos locais onde estão localizadas as peças da campanha, serão oferecidas orientações de saúde e prevenção do câncer pela equipe do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção ao Câncer UPF/HC/SMS. As orientações de saúde ocorrerão todos os sábados do mês de outubro (dias 5, 12, 19 e 26), das 10h às 20h no Bella Cittá Shopping.

 

Diagnóstico precoce

 

A mamografia é o principal exame de rastreio do câncer de mama. “A maioria dos diagnósticos de câncer de mama vem como resultado de um estudo de triagem anormal de mamografia. Tal método de rastreio iniciado aos 40 anos de idade em todas as mulheres é uma medida que diminui consideravelmente as chances de morte por câncer de mama e facilita o tratamento precoce e curativo.” orienta a oncologista Dra. Julia Pastorello.

 

Quem possui casos de câncer diagnosticados na família deve seguir orientações médicas específicas. “Recomendações para mulheres com uma predisposição genética ou com fatores considerados de alto risco seguem diretrizes mais precoces, rígidas e com mais intervenções do que a população geral.” explica Dra. Julia.

 

Prevenção e conscientização

 

A oncologista do Hospital de Clínicas considera perspectivas otimistas a partir das campanhas de prevenção e conscientização da população sobre a doença, afetando de forma promissora o combate ao câncer de mama. “Diante de tantos dados e estimativas muitas vezes alarmantes é preciso encarar o câncer de mama como realidade. Uma doença possível e até mesmo provável, na nossa história, da nossa família ou amigos. Infelizmente nem todos os gatilhos que podem levar a ela são modificáveis. A verdade é que estamos acrescentando mais fatores de risco do que os eliminando dos nossos hábitos de vida cotidianos, mas a educação em saúde, juntamente com uma melhora dos tratamentos sistêmico, dos métodos de diagnóstico e da identificação de pessoas com riscos especiais podem e vão determinar uma estratégia promissora no combate a essa temida doença.” avalia Dra. Julia Pastorello, coordenadora médica do Centro de Oncologia e Hematologia do HC.

 


Últimas notícias

Hospital de Clínicas de Passo Fundo - Rua Tiradentes, 295
CEP 99010-260 - Passo Fundo/RS
Tel. (54) 2103.3333
Ver no mapa

Design - Comunicação Social HCPF // Desenvolvimento da aplicação - Metasig

Desenvolvimento Metasig

   Consultas    Exames